TRAIÇÃO E LOUCURA – alguém já lhe contou como lidar com isso?

traiçao

[SAÚDE MENTAL] por Cecília Constantino

Ora, certo dia ocorreu de uma amante gritar para os quatro cantos da cidade que estava amando muito e sofrendo demais, após ser traída. Ela não queria perder aquele grande amor por nada nesse mundo. O excesso de amor levou-a a uma alegria extravagante, insana, falta de juízo, enfim… a loucura. A dor da traição teria sido muito forte para a mente dela aceitar. Esse explodir de emoções ocasionou um imenso sentimento de raiva, rejeição e futuramente… uma doença.

Perguntei a ela quanto tempo havia se inciado aquela depressão e a mesma respondeu:

– Há dez anos.

Orientei-a: 

– Jamais se isole ou sufoque o que está sentindo. O sentimento dessa dor é real e intenso, mas não tem volta. A reclusão ou o luto após a dor da traição são necessários para que você possa juntar todos os pedacinhos que sobraram do seu ser e então buscar ajuda no intuito da transformação como pessoa. Você jamais terá uma oportunidade maior para aprender a respeito de si mesma e da vida do que aquela que os relacionamentos lhe dão.

Admitir que você foi traída é um dos sentimentos mais duros que um ser humano pode sentir.

Leia mais

RAN GAVRIELI – Por que eu parei de assistir pornografia

Ran Gavrieli

[SAÚDE MENTAL] por Equipe Nowa!

Imagine algo que lhe dá muito prazer. Agora, imagine-se se satisfazendo por completo com isso durante alguns instantes. Ah, a sensação é muito boa, não é mesmo? Após o êxtase, aquele alívio, aquela calma… E a vontade de… querer mais. Muito mais.

Só mais um pouco. Agora sim… já deu? Ainda não? Só mais um pouquinho, então. Ei, espera aí.

Será que você não está exagerando? Opa, você precisa parar, amigão!

O quê?  Como assim não consegue?

É… e assim a história começa e já sabemos como vai terminar. Álcool, cigarro, sexo, drogas, jogos, pornografia… a lista de vícios é bem ampla.

Leia mais